Jerry Harris, do Navarro Cheer, é acusado de assédio sexual envolvendo menores

Com informações da USA Today

O FBI abriu um inquérito após receber denúncias de que a celebridade cheerleader Jerry Harris solicitou fotos explícitas e sexo com menores de idade. As investigações começaram depois que os gêmeos Charlie e Sam, de 14 anos, deram uma entrevista junto da mãe, Kristen, ao USA TODAY.

“Ele sempre me pedia nudes e eu respondia ‘não’. Ele sempre dizia algumas coisas estranhas desse tipo pra mim, mas não era na extensão ou na frequência que ele fazia com o Charlie.” – relatou Sam sobre a estrela de “CHEER”.

Os meninos disseram que o padrão de assédio do cheer celeb era tanto on-line quanto em competições, e que toda a situação durou mais de um ano.

Além da entrevista, as mesmas alegações foram reportadas à polícia pela Varsity – que mais tarde comunicou o desligamento atual e futuro do atleta na representação de qualquer âmbito da marca.

“Como resultado das recentes acusações, nós barramos a pessoa em questão de ter qualquer afiliação com a Varsity Brands, qualquer um de seus subsidiários ou afiliados, agora e no futuro”. – Burton Brillhart, Chefe do escritório legal da marca.

Tudo começou, por meio do Snapchat, quando os gêmeos tinham 13 anos. Ambos se tornaram amigos de Harris na rede social após a entrada deles no time all star Cheer Athletics. A maioria das conversas envolvia cunho sexual de Jerry para com os meninos, pedindo nudes ou vídeos. Em uma das conversas por mensagem, chegou a propor sexo a Charlie. Os screenshots das conversas estão com a polícia.

“Minha primeira indicação de que alguma coisa estava errada foi uma série de mensagens de texto no telefone do Charlie. A princípio, eu só achei que ele fosse amigo dos meninos, até eu ir mais a fundo no Snapchat deles e ver que era muito mais que apenas conversas entre amigos.” – Kristen, mãe dos gêmeos.

Kristen enviou a denúncia a USASF (United States All Star Federation) em maio de 2019, e chegou a receber uma confirmação do órgão de que a denúncia foi recebida, mas nunca ouviu nenhuma resposta ou providência sendo tomada. Tentou de novo em julho, chegou a falar no telefone com a vice-presidente dos membros, nada. “Me fez perceber que ninguém ia me ajudar voluntariamente nessa situação, e que eu era a única pessoa que de fato se importava com o que estava acontecendo com os meus filhos.”

Charlie e Sam foram duramente criticados por expor a situação de assédio envolvendo Harris, além de serem dados como mentirosos por muitos atletas do meio.

“Eu não estaria me expondo, expondo essa situação e literalmente perdendo todos os meus amigos sem nenhum motivo.”, diz Charlie. “Isso não é normal. Jerry é só um exemplo de como você pode ver alguém de um jeito, mas na verdade esse alguém ser uma pessoa completamente diferente.”

Jerry Harris não respondeu às acusações até o momento.

 

Texto: Daniella Espíndola (C1C RJ)

Produção: Nicole Goldstein (C1C RJ)

Revisão: Erik Reis (C1C RJ)

Arte: Kevin Henriques (C1C RJ) e Paulo Sena (C1C DF)

 

Instagram did not return a 200.