Cheer mineiro mostra sua força no Batalha de Cheerleading 2019

A energia dentro da Areninha do Minas Tênis Clube era incrível. As arquibancadas lotaram antes do início das disputas. Depois delas, as cadeiras na lateral da quadra também foram ocupadas. Quando o primeiro atleta abriu oficialmente o campeonato, já era pouco o espaço no chão, em volta do tatame.

Cada grupo de atletas era recebido com muito barulho e vibração e o chão tremia a cada rotina cravada. A reação não era menor quando a rotina não saía. Mesmo quando o nervosismo batia e havia queda, ou mesmo quando nada saía como esperado, aplausos e gritos não eram menos intensos. Pelo contrário: o esforço era tão reconhecido quanto o resultado.

A força do cheer mineiro e do cenário esportivo de Belo horizonte ficou explícita e deixou uma coisa clara: o esporte realmente explodiu no estado.

Foi nesse clima que o terceiro Batalha de Cheerleading aconteceu no domingo de Páscoa, 21 de abril. Foi um campeonato de surpresas e muita criatividade na composição das rotinas. Das 96 apresentações, apenas três eram de Team Cheer. Os individuais – Best Cheerleader, Group Stunt, Partner Stunt, Elite Stunt e Best Basket – nos níveis 1 a 4 tomaram a maior parte do dia e da atenção dos 177 atletas de 12 programas presentes. A força do cheer mineiro e do cenário esportivo de Belo horizonte ficou explícita e deixou uma coisa clara: o esporte realmente explodiu no estado.

Técnica, criatividade e competência
De Michael Jackson a Sailor Moon, as rotinas foram preparadas quase que como espetáculos. Tributos e homenagens lembraram grandes nomes da cultura pop e ritmos como funk, hip hop e até tango passaram pelo tatame nos motions e danças entre as skills do cheerleading atlético.

Arbitrando esse espetáculo, a Born 2 Cheer levou os coaches Erik Reis e Dih Mendes e o atleta e dançarino de carreira Michel Souza. A arbitragem foi dura e os jurados exigiram limpeza e carisma, fazendo valer o esforço dos atletas e o peso das medalhas.

Competência e coragem
Esse ano o Batalha ficou nas mãos da dupla Carolina Bretas e José Mateus. Os dirigentes são velhos conhecidos dos atletas e coaches mineiros, pioneiros do cheer em Belo horizonte: ambos são fundadores do Batalha e do Panthers, uma das primeiras equipes All Stars de Minas Gerais e Campeão Geral Nacional UBC 2018. 

Com José fora do país, o campeonato ficou a cargo de Carolina e de uma equipe composta apenas de mulheres recrutadas por ela. Carolina Rabelo, Caroline Lana, Isabela Pinho e Julia Costa cuidaram dos detalhes e mantiveram o ritmo do campeonato ao longo de todo o dia. O cronograma apresentou atrasos no início da tarde, mas a equipe conseguiu sanar o problema antes das premiações, que aconteceram na hora programada. “Começamos a organizar o III Batalha há meses e confesso que deu muito trabalho. Tentamos atender a demanda das equipes com relação à época em que essa edição aconteceria. Uma mensagem foi enviada aos representantes e, a medida que surgiam dúvidas, era esse o canal que tinham com a organização, sem burocracia. As meninas do staff foram essenciais no dia do evento, cada uma fez o seu trabalho tão bem que tivemos tempo até para assistir às apresentações”, conta Carolina Bretas. 

Com destaque para Barbara Luiza, apresentadora que com muito carisma e total segurança comandou o microfone no campeonato, a equipe estava presente em todos os espaços decisivos do evento e controlou as passagens no tatame de aquecimento, as ordens de apresentação, as muitas músicas das mais de noventa rotinas e todos os outros detalhes que garantiram que o campeonato fluísse tranquilo ao longo do dia.

Com disputas em algumas categorias decididas por apenas 0,5 ponto, as colocações no campeonato foram bastante apertadas. O grande campeão do dia foi o Panthers All Stars, que esse ano se sagra tricampeão do Batalha.

Quando foi preciso tomar decisões difíceis, a equipe não demorou: faltando minutos para as apresentações das rotinas de Team Cheer, as equipes cobraram as marcações no tatame. Elas não haviam sido colocadas porque no Campeonato Mineiro de 2017, ao retirar as fitas, o tatame foi danificado e o prejuízo teve que ser coberto pela organização. Esse ano, contra a vontade do responsável pelo aluguel do tatame, Carolina bancou a decisão e as fitas foram colocadas para não prejudicar as equipes. Se houvesse dano depois, ela pagaria, mas as equipes não sairiam prejudicadas. Não houve problemas e as fitas foram retiradas sem danificar os tatames.

Terminado o campeonato, a organização era só comemoração. “Acho que o III Batalha foi marcado pela organização e disciplina das equipes e dos atletas, que respeitaram o regulamento e as regras, fazendo com que tudo saísse conforme planejado, sem surpresas, nem acidentes. Mas, caso acontecessem, estávamos prevenidos, com ambulância e equipe de prontidão durante todo o evento. Cada fornecedor foi essencial, dando seu melhor produto e/ou serviço. A arrecadação de leites para a campanha do Minas Solidário também foi um sucesso. Tudo foi um sucesso! E graças a todos que prestigiaram o evento. Muito obrigada”, finaliza Caroilina.

Pódio disputado
Com disputas em algumas categorias decididas por apenas 0,5 ponto, as colocações no campeonato foram bastante apertadas. O grande campeão do dia foi o Panthers All Stars, que esse ano se sagra tricampeão do Batalha. O troféu prateado ficou com a Universidade Federal de Juiz de Fora – Governador Valadares (UFJF – GV) e o 3º lugar foi conquistado pelo Lawcheers, da PUC-MG.

O Team Cheer foi surpreendente, com uma ótima rotina apresentada pelo Panthers tão cedo na temporada. Com a primeira rotina All Star da temporada 2019 a ser colocada no tatame em uma disputa, o Panthers levou o ouro, seguido da UFJF GV e UFV. Confira os resultados das categorias:

***** Best Cheer *****
Feminino nível 1
Ouro: BlackSpider
Prata: UFV
Bronze: América Locomotiva

Feminino nível 2
Ouro: Golden Lions 
Prata:Golden Lions

Masculino nível 1
Ouro: Black Spiders
Prata: UFJF GV
Bronze: Panthers

Masculino nível 2
Ouro: Grifo
Prata:UFV

Masculino nível 3
Ouro: Panthers
Prata: Lawcheers PUC-MG
Bronze: UFV

Masculino nível 4
Ouro: Panthers
Prata: Panthers
Bronze:UFV

***** Best Basket *****
All Boy nível 3
Ouro: UFJF GV
Prata: Panthers

All Girl nível 3
Ouro: UFJF GV
Prata: UFJF GV
Bronze:Golden Lions

Coed nível 3
Ouro: UFJF GV
Prata: Panthers
Bronze: Panthers

***** Group Stunt *****
All Girl nível 1
Ouro: Grifo
Prata: América Locomotiva

All Girl nível 2
Ouro: Panthers
Prata: UFJF GV
Bronze: UFMG

Coed nível 1
Ouro:UFMG

Coed nível 2
Ouro: Golden Lions
Prata: Seven
Bronze: Panthers

Coed nível 3
Ouro: Panthers
Prata: UFJF GV
Bronze: América Locomotiva

All Boy nível 2
Ouro: UFMG
Prata: UFV
Bronze: UFJF GV

***** Elite Stunt *****
Coed nível 2
Ouro: Panthers
Prata: América Locomotiva
Bronze: UFJF GV

Coed nível 3 
Ouro: Panthers
Prata: UFV
Bronze:UFMG

***** Partner Stunt *****
Coed nível 2
Ouro: Seven
Prata: Panthers
Bronze: UFV

***** Team Cheer *****
Ouro: Panthers
Prata: UFJF GV
Bronze: Lawcheers PUC-MG

A equipe organizadora está aguardando o feedback dos participantes através de formulário que você pode acessar clicando aqui.